Quais os benefícios da ozonioterapia retal?

Ozonioterapia é uma terapia médica que consiste em aplicar o gás ozônio no organismo das pessoas para tratar inúmeras doenças e problemas de saúde. Também é utilizada para fins odontológicos, estéticos, farmacêuticos, biomédicos, entre outros.

O ozônio é um elemento gasoso conhecido, presente na atmosfera há centenas de quilômetros de distância do solo. Embora as pessoas já tenham escutado o nome desse componente, poucos sabem dos seus benefícios para a saúde.

É um elemento poderoso, o qual pode contribuir para a cura de determinadas condições, tratamento de sintomas e aumento da qualidade de vida dos pacientes. Em muitos países essa técnica já é conhecida e amplamente usada há anos.

No Brasil, é comum encontrarmos pessoas que nunca ouviram falar em ozonioterapia ou tratamentos com ozônio, justamente por ser algo “novo” por aqui.

Além das diversas dúvidas que sempre surgem referentes ao tema. Dentre elas, o que é ozonioterapia? Como funciona? Quais as aplicações dessa técnica? Em especial, muitos se questionam sobre como funciona a ozonioterapia retal.

Essa é uma das aplicações mais conhecidas da ozonioterapia, a feita pelo reto. Ela apresenta diversos benefícios para os tratamentos, desde que seja feita por profissionais extremamente qualificados e capacitados.

Aliás, todos os procedimentos de ozonioterapia devem ser realizados por profissionais experientes.

Esse gás é vantajoso, mas precisa ser aplicado em doses calculadas, cada meio de aplicação tem seu benefício, entre outros fatores que exigem conhecimentos técnicos.

A seguir, entenda o que é ozonioterapia, como funciona e quais são suas aplicações. Em especial, confira como o tratamento retal é vantajoso em determinados casos. Para compreender tudo isso, primeiro é preciso entender as vantagens do ozônio.

Confira!

Ozonioterapia: por que utilizar o componente ozônio?

Embora algumas pessoas já tenham ouvido falar, poucas realmente conhecem o componente ozônio. Este elemento é encontrado na atmosfera,  formado naturalmente a partir da incidência da radiação ultravioleta no planeta.

Também pode ser composto em laboratórios controlados e pelos geradores de ozônio, também conhecidos como aparelho de ozonioterapia, a partir de um processo rápido e seguro.

O fato é que este componente apresenta dezenas de propriedades importantes para o mundo e população.

Em nosso organismo, por exemplo, age como um anti inflamatório, anti oxidante, anti bacteriano e antifúngico natural.

Por essas características, o ozônio é capaz de melhorar a oxigenação dos tecidos, artérias e do sangue, ajuda na circulação sanguínea, em cicatrizações, entre outros benefícios.

O melhor de tudo é que é um elemento 100% natural, por isso, não causa efeitos colaterais e tem poucas contraindicações. Até quando é produzido artificialmente, este componente continua sendo natural.

Isso porque a sua produção é feita com descargas elétricas controladas e exposição a radiação ultravioleta. Funciona basicamente assim: o ozônio é composto por 3 moléculas de oxigênio – para a aplicação de ozonioterapia, oxigênio puro. Com a descarga elétrica na natureza (como raios ou a radiação ultravioleta), as moléculas de oxigênio ficam instáveis e são separadas. Então, quando 3 desses elementos se unem naturalmente, o ozônio é formado.

De maneira artificial, o processo é o mesmo. A tecnologia apenas imita o fenômeno da natureza.

Nesse caso, o oxigênio puro é separado dentro de um ambiente controlado e suas moléculas se unem normalmente, como explicado anteriormente.

Ozonioterapia, então, é o conjunto de diversos tratamentos médicos que utilizam o ozônio em prol da saúde e bem-estar das pessoas – ou animais, no caso da aplicação veterinária. Saiba mais sobre essa técnica.

Como a ozonioterapia funciona?

Existem diversas aplicações de ozonioterapia. É um método usado de diferentes formas pela enfermagem, odontologia, fisioterapia, farmácias, clínicas, hospitais, entre outros campos terapêuticos.

Pode ser usada em tratamentos cardiovasculares, de doenças autoimunes, respiratórias, para tratar infecções causadas pelo  HIV, minimizar efeitos colaterais do câncer, em doenças osteomusculares, no aceleramento de cicatrização, entre outros.

São inúmeras possibilidades e aplicações! É um tratamento seguro, eficiente e natural. Uma alternativa para quem sofre de diversas condições – desde as mais simples, até as mais sérias.

A ozonioterapia pode ser aplicada de maneira subcutânea (diretamente na pele), intramuscular, intradiscal, por insuflação retal, auto hemoterapia, injeção de ozônio e outras formas.

Todas são eficientes, mas indicadas para diferentes casos e tipos de tratamento. Cada paciente precisa de um método e isso deve ser prescrito por profissionais altamente capacitados.

Entre as aplicações que mais geram dúvidas, está a ozonioterapia retal. Entenda como funciona.

Ozonioterapia retal: entenda!

A ozonioterapia retal ou por insuflação retal, como é chamada, é feita com o uso de um dispositivo para soprar ozônio e oxigênio por meio de um catéter no intestino. Não é um método doloroso, não tem efeitos colaterais e poucas contra indicações.

Além disso, a insuflação de ozônio também pode ser realizada por outras cavidades do corpo como nariz, boca ou vagina. A decisão de qual aplicação usar é sempre do profissional qualificado.

Existem proporções de ozônio adequadas para cada organismo e tipo de tratamento. Somente profissionais saberão aplicar o componente de maneira eficiente que realmente traga melhoras evidentes ao paciente.

É um método eficiente, rápido e seguro. Vale a pena conhecê-lo e estudar mais sobre o tema – converse sempre com seu médico.

Fonte: diplo.com.br

No products in the cart.
X
WeCreativez WhatsApp Support
CENTRAL DE ATENDIMENTO
👋 Olá, como podemos ajudar?